Miley Cyrus em entrevista para o The Voice

Miley Cyrus em entrevista para o The Voice

Miley Cyrus foi entrevistada pela equipa do The Voice 13 onde é jurada a partir do próximo dia 25 de Setembro! Foram divulgados hoje 3 videos dessa mesma entrevista! Confere os vídeos e a respetiva tradução por baixo.

 

Eu acho que o que aprendi na temporada 11 foi: como no início começamos com as batalhas, é o meu trabalho criar a melhor equipa possível que me possa colocar nas atuações ao vivo. E eu acho que aprendi muito sobre as escolhas das músicas, o que é importante para o público ver porque eles não conhecem a minha equipa como eu conheço. Eu quero sempre que as personalidades dos membros da minha equipa brilhem mas também quero escolher músicas que o público conheça. Quero ser um bocadinho menos abstrata nesta temporada.

Eu adoro fazer parte do The Voice porque é fantástico criar esta comunidade com os mentores. Eu desta vez sei o que esperar conhecendo ja o o Adam e o Blake um pouco melhor. Eu amo a Jennifer e então estou entusiasmada que ela esteja aqui. E também abrir portas para os artistas e dar os nossos conselhos mas também dar-lhes o momento deles brilhar.

Quando eu apareci a primeira vez no The Voice eu não sabia o que esperar e foi bom trabalhar com a Alicia porque nós estávamos ambas no mesmo barco de não saber exatamente como este jogo funcionava e o que é realmente importante e então é divertido caminhar com a Jennifer e ser uma mentora para ela como o Adam foi para mim. O Adam foi tipo um mentor na primeira temporada porque ele já faz isto há tanto tempo e é tão bom nisto, e ele ensinou-me como tudo funciona muito rápido. E depois eu sei mais sobre o Blake e agora eu vejo o porquê das pessoas dizerem que ele ganha sempre. E é porque ele faz uma equipa forte realmente e ele sabe o que toda a gente está à espera de ver.

A minha tática é pôr “Team Miley” em todo o meu outfit e assim as pessoas sabem o quão eu suporto a minha equipa.

 

algo que eu amei a Jennifer dizer foi: claro que importa o quão talentoso tu és. Isso é realmente importante. Mas tu tens que trabalhar muito. Tu podes ser talentoso, teres um estilo fantástico, tu podes ser super único mas se tu não trabalhares muito, não vais dar a lado nenhum. E eu acho que quando tu começas nesta área, tu pensas que é tudo glamoroso, que tudo vai ser tipo fácil e que basta simplesmente cantar as músicas para milhares de pessoas. Mas isso é só no início mas não é na verdade o só o que é. E eu acho que as pessoas pensam que é tudo muito fácil mas tu tens que realmente trabalhar muito.

Eu só tento simplesmente ser eu mesma. Então sempre que mudo algo pessoalmente eu gosto de refletir isso ou no meu estilo ou na minha música e eu acho que isso é algo que me está a dar uma relação forte com os meus fãs. As pessoas podem realmente perceber quem eu sou, elas sabem que a música que eu faço é honesta e então eu quero ter a oportunidade de fazer com que a minha equipa mostre quem eles são realmente. Só falta um pouco de tempo para as pessoas conhecerem a equipa até começar o tempo de votar e então eu quero que eles mostrem a personalidade deles e a música que se identifica na vida deles.

Eu estou agora a ouvir um estilo country porque eu vou roubar todas as crianças country da equipa do Blake e eu vou ganhar e criar as minhas próprias country superstars. Qualquer um pode ser um mentor vocalista. Eu acho que para mim o valor que eu tenho como mentora é permitir as pessoas: primeiro, eu amaria que eles ganhassem mas isso não é o que importa para mim. Não é tudo sobre ter um álbum em #1 ou ter muita visualizações nos vídeos. Isso são ótimas coisas mas não é o que te faz bem sucedido. O que te faz bem sucedido é o facto de mudares as mentes das pessoas com arte e eu realmente quero ter uma equipa que se preocupe com a humanidade, com a Terra… artistas inteligentes, não só bons cantores porque eu não penso que sejam esses que criem longevidade.

 

Eu estou à procura de trazer algo totalmente novo para esta temporada. Eu adoro que as pessoas pensem o que esperar e não fazer exatamente o oposto só para provar algo mas porque é na verdade. o meu crescimento: deixar as pessoas entrarem na minha evolução como artista e eu aprendi muito. O Blake fez-me voltar a amar música country outra vez porque eu acho que só por estar em volta de alguém que tem as mesmas qualidades como a minha família, como o meu pai, estar perto dele faz-me rir, as músicas dele contam histórias. Eu acho que isso me fez lembrar o quão eu gosto de pertencer à comunidade de música country. E agora ele vai-se arrepender porque eu vou ganhar. Eu adoro o The Voice e eu acho que é uma ótima oportunidade de mostrar às pessoas o que eu amo acerca da música, o porquê de eu fazer música, o porquê de eu estar onde estou, e é porque eu amo isso e o meu pai diz “Se amas o que fazes, tu nunca vais trabalhar um dia na tua vida”. E então o The Voice nunca é trabalho para mim porque eu só estou a divertir-me.